Frutos do mar: tipos e benefícios

Frutos do mar: tipos e benefícios

Os frutos do mar são muito saborosos e, inclui-los em sua dieta semanal ajuda a reduzir pela metade as chances de sofrer um ataque cardíaco. Eles contêm nutrientes importantes, incluindo Omega-3, que é um ácido graxo essencial, que ajuda a manter a saúde cardiovascular.

Embora se deve ter um cuidado especial, já que os frutos do mar contém colesterol, o impacto não é tão grande quanto o produzido pela carne vermelha e fast foods, mas devem ser consumidos com moderação, especialmente se você sofre de colesterol. Mulheres grávidas não devem comer frutos do mar crus.

Tipos de frutos do mar e seus benefícios

OSTRAS

Ostras têm nutrientes importantes, como zinco – meia dúzia de ostras fornece mais que o dobro da necessidade diária de zinco – e ômega-3, e contêm uma elevada percentagem de proteína baixas em colesterol, também contêm grandes quantidades de tirosina.

Ajudam a melhorar o humor e regular os níveis de estresse e possuem bons níveis de vitaminas A, C e B12 , que são vitais para a energia, e níveis muito bons ​​de cálcio.

É importante garantir a sua origem, porque podem causar potenciais problemas de infecção. Quando fresca, deve ser levado em conta se há altos níveis de mercúrio. O envenenamento por mercúrio causa danos ao cérebro, rins e pulmões.

Você tem que ter cuidado para que as ostras estejam em boas condições, pois uma ostra em mau estado provocará intoxicação alimentar. Se você já sofreu uma reação alérgica deve evita-las.

LAGOSTA

A lagosta contém nutrientes tais como a vitamina E, que ajuda a proteger as células de danos por radicais livres, minerais do complexo B e minerais como o iodo e selênio. Também contém menos colesterol, calorias e gordura saturada, comparadas com as carnes magras ou o camarão, e é uma proteína saudável.

Você deve evitar cozinha-la com molhos ou cremes, para que sua ingestão permaneça pouco calórica e não ganhe muito em gorduras. Pacientes que sofrem de colesterol alto devem consumi-las apenas esporadicamente.

MEXILHÕES

Possuem vitaminas como A e do grupo B, em especial o ácido fólico e vitamina B12, e minerais tais como selênio, ferro, zinco e iodo, o que é muito benéfico para as pessoas com hipotiroidismo, porque ajudam a produzir tirosina.

Uma tigela cheia de mexilhões fornece uma quantidade maior do que a necessária diariamente de vitamina B12 e mais da metade de iodo, mas é melhor evita-los na gravidez, por seu risco de intoxicação alimentar.

VIEIRAS

São uma grande fonte de proteínas e ômega-3, além de conter vitaminas do complexo B e minerais como potássio e magnésio, não têm gordura saturada e são baixos em calorias.

Graças à presença de ômega-3, tem se mostrado eficaz para ajudar na saúde do coração, pois reduz o risco de coágulos de sangue e de sofrer com problemas de demência e perda de memória. Pessoas com sensibilidade a frutos do mar devem evitar seu consumo.

CAMARÃO

O camarão contém zinco, iodo e selênio, este último ajuda a função do sistema imunológico e é vital para a manutenção da função da tiroide.

São ricos em colesterol, mas pobres em gordura e calorias, fornecem cerca de 100 calorias por 100 gramas. Além disso, camarões frescos são ricos em vitamina B12. Pessoas com colesterol alto devem consumi-los muito ocasionalmente.

AMÊIJOA

A amêijoa fornece ferro, iodo, cálcio, magnésio e selênio e as vitaminas do grupo A e do grupo B, especialmente vitamina B12. Contém baixo teor de gordura e baixo teor calórico, mas contém colesterol.

Possui ferro, por isso são adequadas para prevenir a anemia ferropriva e é altamente recomendada para pessoas que praticam esportes, pois precisam deste mineral. Não deve ser consumidas por pessoas com colesterol alto.

Este artigo te ajudou?
  • +22 curtiram
  • -8 não curtiram