Dicas para se manter na linha no natal e não ganhar peso

natal capa

Com a temporada de festas de fim de ano a nossa porta, o nosso paladar brasileiro se ativa com a riqueza de sabores que acompanham as nossas tradições. É um tempo para esquecer os rigores diários que impomos muitos para contar todas as calorias que entra no nosso corpo e sucumbir à emoção coletiva para aproveitar e comer.

Para mim é uma época que aguardo durante um ano inteiro; a merecida indulgência antes de um longo período de sacrifício. E depois do Natal, a dura realidade e culpa motiva o início da penitência anual de abstinência. Neste contexto, eu me pergunto se existe uma tal penitência?

Há um ditado que diz que “somos o que comemos”; e que afirmação tão real que transmitem dessas quatro palavras. É desumano pensar que as pessoas que tentam viver de forma saudável, tem que sofrer tanto, e até mesmo morrer de fome para manter uma “aparência decente”. Talvez modificarmos a maneira como você vemos essa “penitência”, e assumir que é uma rotina necessária, completando-a com um pouco de sabedoria e conhecimento e, sobretudo, sem passar fome! Pode não ser tão ruim.

Mas claro, não é um processo fácil; exige disciplina e força de vontade.

Comer pouco, mas comer mais

natal 1

Nosso corpo é projetado para otimizar cada nutriente que comemos, porque não precisa de enormes quantias para manter o seu funcionamento. Há uma razão lógica para que nossos intestinos sejam tão longos, cada polegada conta no processo de absorção. Aproveitando-se deste princípio, faz sentido fornecer alimento para o intestino de forma contínua e em pequenas quantidades.

Com isso conquistamos os três grandes obstáculos que surgem quando se trata de perder peso e manter um corpo magro: não passar fome, acelerar o seu metabolismo para manter o corpo constantemente degradando de forma contínua os alimentos e, no final, mudar o significado de “penitência” para uma rotina a ser seguida.

O grande segredo por trás desse sistema: controlar o tamanho das porções.

O que é recomendado…

natal 2

Imagine porções com cerca de 350 gramas. Esses valores são ideais para atender a demanda calórica por um período de 2-3 horas. O café da manhã, almoço e jantar devem ser deste tamanho, não mais que isso. Diante da perspectiva de sentir fome entre esses períodos, eu recomendo alimentos ricos em proteínas e carboidratos complexos (maçãs, ameixas, iogurte), alternando os lanches em intervalos fixos. Em suma, comer pequenas porções a cada duas horas durante o dia é a melhor escolha para uma dieta saudável, mantido não só para perder os quilos extras, mas para perpetuar o peso ideal. Não é preciso se privar de um hambúrguer ou fatia de pizza desde que a porção seja pequena e não tão frequente.

Um regime de exercícios diários é vital para complementar a dieta; recomenda-se 60 minutos por dia de atividade cardiovascular contínua. Esta atividade pode variar e ser tão simples como caminhar, andar de bicicleta ou esteira entre outras formas de baixo impacto.

Beber água recorrentemente não só mantém um nível ótimo de hidratação, pode suprimir temporariamente o súbito desejo de comer.

Afinal, não há nenhum produto mágico para remover automaticamente os quilos extras e perpetuar estes resultados de forma saudável. A equação para conseguir isso não é tão complexa, dessa forma irá polpar seu dinheiro, sendo sábio e disciplinado. Pare de sofrer!

Este artigo te ajudou?
  • +1 curtiram
  • 0 não curtiram