Escolas renomadas tem maior índice de transtornos alimentares segundo estudo

Escolas renomadas tem maior índice de transtornos alimentares segundo estudo

Aproximadamente 70 milhões de pessoas ao redor do mundo sofrem de algum transtorno alimentar, das quais a grande maioria são mulheres. E embora é conhecido que esse tipo de doença pode afetar qualquer idade, um novo estudo explica porque pode ser mais frequente em crianças e adolescentes.

A pesquisa publicada no International Journal of Epidemiology indica que as garotas que frequentam o ensino médio que tem mais provação estudantil feminina do que masculina e se a maioria dos seu companheiros de classe tiver pais com nível superior, são mais propensas a ser diagnosticadas com algum tipo de transtorno alimentar.

trans 6

Helen Bould, autora principal do estudo e psiquiatra de crianças e adolescentes na universidade de Oxford, indica que isso pode estar ocasionado a diversos fatores. O primeiro é que os transtornos alimentares podem ser contagiosos e se propagam entre os estudantes dentro da escola.

outras causas, de acordo com Bould, pode ser que os institutos escolares que tem uma grande influência, os pais inteligentes podem -sem querer- promover ao perfeccionismo.

E por último, esta circunstância também poderia ser devido que umas escolas conseguem ser melhores que outras em detectar e diagnosticar a tempo as garotas que sofrem algum transtorno alimentar.

trans 1

Veja Também: O que são os transtornos alimentares

Se bem que é importante considerar que o estudo foi realizado na Suécia, um país que não possui escolas de somente um gênero, os resultados são importantes porque eles fazem uma chamada para professores, diretores e pais com filhos no ensino médio para que prestem atenção aos padrões de alimentação inadequados dos estudantes.

É importante seguir trabalhando para promover hábitos de alimentação saudável, que ajudem a prevenir que garotas e mulheres desenvolvam alguns transtornos alimentares; sem importar em que escola estudem.

Este artigo te ajudou?
  • +1 curtiram
  • 0 não curtiram