Cuidado com os estudos de alimentos que prejudicam ou beneficiam contra o câncer

Cuidado com os estudos de alimentos que prejudicam ou beneficiam contra o câncer

Cuidado com os estudos de alimentos que prejudicam ou beneficiam contra o câncer

Muitas vezes lemos nos jornais ou vimos no noticiário que tal alimento é benéfico para o câncer, enquanto outro pode ser prejudicial, aumentando o risco. No entanto, temos de ter muito cuidado com estudos que associam certos alimentos com câncer.

Se a associação é para dizer que é benéfico ou prejudicial, é preciso ter cuidado com os alimentos que afirmam ser a favor ou prejudicam contra o câncer, uma vez que é comum ter nesses estudos a favor e contra o mesmo alimento.

Em um estudo publicado em uma revista científica de prestígio, foram selecionados 50 alimentos aleatoriamente, em seguida, procuraram saber sobre os riscos e benefícios destes alimentos contra o câncer.

De qualquer forma, para o mesmo alimento, encontraram quantidades de estudos que suportam o consumo a ser um fator de proteção, enquanto outros estudos falaram que o mesmo alimento implicava algum risco da doença.

Na maioria dos estudos, a relação entre alimentação e câncer (ou como um fator de proteção ou de risco) foi bastante escassa, faltam evidências sólidas.

Estamos acostumados a ser dito que o vinho é saudável com moderação, e alguns anos nos dizem que é prejudicial. Ou azeite, carne, queijo, alguns vegetais…

O fato é que muitas vezes se dá algumas informações que se baseia em estudos que precisam ser replicado e testado para ser capaz de generalizar, e isso acontece tanto no campo da alimentação e em muitos outros.

Este artigo te ajudou?
  • +1 curtiram
  • 0 não curtiram